fbpx

54 escolas são selecionadas para o programa cívico-militar



O Ministério da Educação anunciou hoje (21) as 54 escolas públicas selecionadas para o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares em 2020.

Destas, 38 são escolas estaduais e 16 municipais, localizadas em 23 estados e no Distrito Federal. Cerca de 1.000 militares, tanto da reserva como da ativa, vão participar do projeto-piloto, atuando na gestão educacional das instituições.

Segundo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a escolha das escolas levou em conta a localidade, a partir de “uma equação com variáveis com base em critério absolutamente técnico”.

“São as primeiras 54 escolas cívico-militares. Começam a funcionar já na volta às aulas. É um modelo que a gente acredita que vai ter amplo sucesso no Brasil. Nossa meta é ambiciosa e vamos ajustar esse método”, disse o ministro.

Entre as escolas escolhidas, 19 estão localizadas na Região Norte; 12 na Região Sul; 10 na Centro-Oeste; 8 no Nordeste; e 5 no Sudeste. Piauí, Sergipe e Espírito Santo ficaram de fora. Cada escola receberá R$ 1 milhão do governo, o que totaliza R$ 54 milhões em recursos.

Parte dos recursos (R$28 milhões) terá como destino o Ministério da Defesa, a quem caberá arcar com os pagamentos dos militares da reserva das Forças Armadas. O restante (R$ 26 milhões) vão para o governo local, para serem aplicados nas infraestruturas das unidades, materiais escolares e reformas.

Confira a lista: 

  • Acre: Cruzeiro do Sul e Senador Guiomard
  • Amapá: duas escolas em Macapá
  • Amazonas: duas escolas em Manaus e outra indicação do estado
  • Pará: Ananindeua, Santarém e duas escolas em Belém
  • Rondônia: Alta Floresta d’Oeste, Ouro Preto do Oeste e Porto Velho
  • Roraima: Caracaraí e Boa Vista
  • Tocantins: Gurupi, Palmas e Paraíso
  • Alagoas: Maceió
  • Bahia: Feira de Santana
  • Ceará: Sobral e Maracanaú
  • Maranhão: São Luís
  • Paraíba: João Pessoa
  • Pernambuco: Jaboatão dos Guararapes
  • Rio Grande do Norte: Natal
  • Distrito Federal: Santa Maria e Gama
  • Goiás: Águas Lindas de Goiás, Novo Gama e Valparaíso
  • Mato Grosso: duas escolas em Cuiabá
  • Mato Grosso do Sul: Corumbá e duas escolas em Campo Grande
  • Minas Gerais: Belo Horizonte, Ibirité e Barbacena
  • Rio de Janeiro: Rio de Janeiro
  • São Paulo: Campinas
  • Paraná: Curitiba, Colombo, Foz do Iguaçu e outra indicação do estado
  • Rio Grande do Sul: Alvorada, Caxias do Sul, Alegrete e Uruguaiana
  • Santa Catarina: Biguaçu, Palhoça, Chapecó e Itajaí
Com informações, Agência Brasil

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Esposa, jornalista, tupãense e católica. 23 anos.

6 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Estamos aguardando a intervenção do governo Bolsonaro no Colégio Pedro II, antro de doutrinação ideológica do PSOL.

  • Estou feliz que o Amazonas aderiu. Ainda são poucas escolas, mas brevemente teremos resultados positivos na educação.

  • Vai dar certo e será um imenso TAPA NA CARA da esquerda. E instantaneamente, um TAPÃO na cara de militantes travestidos de ‘professores’. Grande Dia.

  • BOM DIA, FICO MUITO TRISTE EM SABER QUE NAO CONSIGO INFORMAÇÕES DE QUAIS SERAM AS ESCOLAS CIVICOS MILITARES DISPONIVEIS PARA FAZER INSCRIÇOES NO DIA 21 PELA MATRICULA FACIL .NÃO DIVULGARAM ENTÃO NÃO TEMOS COMO SABER ,POR FAVOR PRECISO DESTA INFORMAÇÃO POIS, NÃO CONSEGUI VAGA PARA MEU FILHO DE 15 ANOS QUE IRA COMEÇAR O ENSINO MEDIO INFORMAÇÃO ESSE QUE E DE DOMINO PUBLICO PRINCIPALMENTE PARA AQUELES QUE NAO TEM COMO PAGAR POR ESSE SERVIÇO, POIS, UMA ESCOLA MILITAR O VALOR E EM TORNO DE 600,00 OU MAS ,AGUARDO RESPOSTA ANTES DO DIA 21 OBRIGADA PELA ATENÇÃO TEL CONTATO 21 993171761 OU 21 30199031.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: