fbpx

Alexandre de Moraes interfere no governo e suspende nomeação de Ramagem à PF



Mais uma vez Supremo Tribunal Federal (STF) interfere no Governo Federal e suspende ato do presidente da República eleito democraticamente para conduzir o país.

Nesta quarta-feira (29), o ministro Alexandre de Moraes suspendeu nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal.

A decisão é liminar (provisória) e foi tomada após uma ação movida pelo PDT, que questionava a “proximidade” de Ramagem à família do presidente Jair Bolsonaro.

O delegado foi escolhido pelo presidente da República para chefiar a PF em substituição a Maurício Valeixo.

Na decisão, Moraes considera as acusações feitas pelo PDT, onde o partido destaca que há “desvio de finalidade” na nomeação de Ramagem porque a medida “pretende-se, ao fim, o aparelhamento particular – mais do que político, portanto – de órgão qualificado pela lei como de Estado”.

Mesmo reconhecendo que a nomeação e a remoção de um diretor-geral da PF é de competência do presidente, Moraes considerou que “o exercício dessas competências não pode se operar segundo finalidade diversa do interesse público e, muito menos, em prejuízo da moralidade administrativa”.

A posse de Ramagem estava marcada para a tarde desta quarta-feira.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Jornalista e católica.

15 Comentários

Clique aqui para comentar

  • Quer dizer que no atual governo podemos rasgar a Constituição, já que faziam isso em governos anteriores. Mais do mesmo? Onde fica a falácia sobre a mudança?

    Espero não sofrer censura, por parte de vocês, pelo comentário.

    Obrigado e bom trabalho!

  • esse inergumino continua fazendo deboche com a constituição Brasileira…chega de tanta interferência dessa gente que se acha semi-deus – chegou a hora FFAA de dar um basta nesse lixo que se tornou o STF…puxadinho da vergonha.

  • Bruna, por favor, explica por que o presidente decidiu trocar o diretor-geral da PF. Já sabemos que isso é prerrogativa do PR, mas as razões não estão claras. Isso deixa margens para suspeitas.

  • Este ” adivogado do pcc” faz barreiras contra a PF…
    Não sou a favor do AI–5, mas se o Brasil precisar da Lei de AUTOTUTELA, concordarei.
    O moraes usa ex- juiz moro para justificar interferência em indicação do Presidente Bolsonaro.
    Ditadura dos 11.
    STF__serviço de troca de favores. Precisa ser derrubado esta corja: uns presos, outros serem nomeados.

  • Ta na hora de dar um basta nessa Orcrim chamado STF o cara ai ja foi ou ainda e advogado do PCC o povo nao pode mais aceitar submiso ok essa casa ta fazendo contra o pais mandam prender pessoas inocentes e soltal os criminosos mais perigosos o exercito tem sim por respeito a naçao se manifestar energicamente contra essa ditadura judicial

  • É complicado entender um advogado do PCC que nunca teve um voto e jamais teria barrar uma nomeação do presidente. Mais uma vez assistimos calado a nassa constituição sendo rasgada por quem deveria guardá-la…

  • A decisão fraudulenta do moraes que ele construiu d e maneira inventiva tem que ser reformada.
    Para o bem da estabilidade do País e em atenção ao estado de Direito.
    A fraude a tudo corrompe.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...