fbpx

Alexandre de Moraes manda PF deter CEO do GETTR para prestar depoimento



 

A Polícia Federal (PF) deteve nesta terça-feira (7) o empresário dos Estados Unidos Jason Miller, CEO do GETTR.

Miller é assessor sênior do ex-presidente dos EUA Donald Trump e fundador da rede social que defende a liberdade de expressão e esteve no Brasil para palestrar na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC).

De acordo com informações divulgadas por alguns veículos, a PF já vinha monitorando a visita de Jason Miller.

“As suspeitas dos órgãos de investigação são de que o ‘software’ da invasão do Capitólio, em Washington, em 6 de janeiro, estaria sendo aplicado no Brasil”, afirmou o Valor Econômico.

A ação dessa terça-feira se junta aos ataques do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a personagens conservadores, dessa vez, no âmbito do inquérito 4874, que apura a suposta organização de atos antidemocráticos.

Jason Miller foi detido no aeroporto de Brasília, enquanto se preparava para voltar para os Estados Unidos.

“Não fomos acusados ​​de nenhum delito e apenas nos disseram que eles ‘queriam conversar’. Informamos que não tínhamos nada a dizer e acabamos sendo liberados para voltar aos Estados Unidos. Nosso objetivo de compartilhar a liberdade de expressão em todo o mundo continua!”, afirmou o empresário em uma publicação no Gettr.

O assunto foi comentado durante a cobertura das manifestações do dia da independência em várias cidades do Brasil e do mundo.

O analista político do Terça Livre Italo Lorenzon lembrou que o Brasil é um dos maiores consumidores de redes sociais do mundo, o que também explica a visita de um investidor internacional no país, visto que Jason Miller lançou recentemente a plataforma de rede social, Gettr.

Allan dos Santos, correspondente internacional do TLTV, lembrou que a ação do ministro Alexandre de Moraes pode provocar um conflito nas relações diplomáticas do Brasil e Estados Unidos.

“Deter um cidadão americano que em solo brasileiro não violou qualquer lei, não violou a Constituição (…) O Alexandre de Moraes que agora está criando um problema internacional, diplomático entre Brasil e Estados Unidos”, disse o jornalista.

“Vocês imaginam o que vai acontecer com um investidor americano que queira investir no Brasil”, completou.

O empresário Gerald Brant, que nasceu no Brasil também foi detido para prestar depoimento na mesma determinação de Alexandre de Moraes.

ASSISTA AOS COMENTÁRIOS DA NOTÍCIA:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: