fbpx

Allan dos Santos explica que o controle da opinião é semelhante ao que os nazistas e comunistas faziam



O fundador do Terça Livre e jornalista, Allan dos Santos, explica que a dialética é a base para as discussões políticas e essencial para o debate público. Na publicação feita no canal dele, no Telegram nesta sexta-feira (12), mostra que a busca pela verdade é baseada no confronto de ideias, e quando você proíbe existirem divergências de ideais você proíbe um direito natural do ser humano, que é pela busca da verdade.

A mente humana é discursiva, ou seja, dialética. Trabalha com as opiniões discutidas e busca a verdade por meio do raciocínio, confrontando as opiniões vigentes umas às outras até que sejam levadas à prova analítica, onde apenas aquela que for fiel à razão é chamada de racional.

Dependendo do problema levantado isso pode durar séculos.

O ‘cancelamento’, desse modo, passa a ser um silêncio imposto a um ou mais discursos, impedindo a dialética e tolhendo as pessoas de terem acesso à opinião divergente. É um tipo de totalitarismo que impede o amplo debate e impõe um discurso ÚNICO. Não por meio do debate amplo e aberto, mas por meio da força

Usaram dessa técnica de controle da opinião o Nazismo e o Comunismo. O globalismo combina as técnicas usadas nesses dois regimes e é chamado pela imprensa de CIÊNCIA.”, esclareceu. 

 

 

 

 

Sobre o Colunista

Maria Cecília Araujo Lemos

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: