fbpx

Antagonista defende morte de Bolsonaro



 

O blog O Antagonista, nessa sexta-feira (9), publicou uma matéria sugerindo a morte do presidente da República, Jair Bolsonaro. Comentando sobre a morte do presidente do Haiti, na mesma linha, os blogueiros defenderam o “cancelamento do CPF” de Bolsonaro.

Com o título de Ai de ti, Haiti, o texto do blog começada dizendo: “Alguns países como o Haiti, por exemplo, são mais desenvolvidos que o Brasil. Ainda não chegamos nesse nível de engajamento político e vamos ter que esperar as urnas eletrônicas em 2022 para cancelar o CPF do presidente”.

O possível delito foi apontado pelo jornalista Allan dos Santos, que denunciou a declaração do blog pelo Twitter. “Não é o primeiro ataque contra o presidente que foi vítima de uma facada em 2018, realizado por um ex-militante do PSOL, o mesmo ganhou advogados indo ao seu encontro de jatinho particular poucos instantes após a tentativa de assassinato”.

Allan dos Santos, durante o Boletim da Noite de sexta-feira (9), declarou ser “assustador o que está acontecendo no Brasil”, com toda a perseguição ao governo federal, sobretudo à pessoa de Jair Bolsonaro.

Colocaram a cabeça do presidente para jogar bola na favela, pregando a morte do presidente, postando nas redes sociais que vão envenená-lo em restaurantes”, lembrou o jornalista.

“São eles que insistem em não manter a Lei e a ordem, o tempo todo, todos os dias você tem uma coisa dessa, e está escalonando”, alertou.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: