fbpx

Antes das eleições, Doria disse que endurecimento da quarentena era fake news



Antes do primeiro turno das eleições municipais, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chamou de “fake news” as informações de que ele endureceria medidas de combate à pandemia após o pleito eleitoral.

Em 13 de novembro ele publicou um vídeo nas redes sociais. “Depois das eleições nós não vamos fechar o comércio ou endurecer medidas de combate à pandemia. A pandemia está sob controle”, declarou o tucano.

Hoje, 30 de novembro, menos de 24 horas do encerramento do segundo turno, o governador recuou e colocou todo o estado na chamada “Fase Amarela” do Plano SP.

Esta reclassificação estava prevista para ocorrer em 16 de novembro. Quando Covas (candidato apoiado por Doria) foi ao segundo turno, o governador adiou o anúncio.

Desde o dia 6 de outubro, a Grande São Paulo (onde o prefeito é Bruno Covas) e as regiões da Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Sorocaba e Taubaté estavam na fase verde, a penúltima prevista pelo Plano SP, considerada mais “branda”. A expectativa era que demais estados também pudessem avançar de fase.

Com o regresso geral para a terceira das cinco fases do Plano SP, atividades como bares, restaurantes, academias, salões de beleza, shoppings, escritórios, concessionárias e comércios de rua voltam a ter limitações de horário e capacidade de público.

O atendimento presencial em todos os setores ficam restritos a dez horas diárias, sequenciais ou fracionadas, e 40% de capacidade. Os estabelecimentos terão que fechar o atendimento local até as 22h. Todos os eventos com público em pé estão proibidos na fase amarela.

A explicação

De acordo com o governo paulista, no dia 16 de novembro, o Governo do Estado decidiu adiar nova reclassificação devido a instabilidades de dados do Ministério da Saúde.

“Se tivesse sido mantido, o cronograma anterior deixaria 89% da população do estado na fase verde, com o progresso de outras seis regiões. Com a verificação dos dados atualizados de avanço de casos e internações por COVID-19, o Governo de São Paulo optou pela ampliação de medidas de distanciamento social”, disse o governo.

Leia também: Um dia após a eleição, Doria endurece quarentena em SP

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: