fbpx

Apoio à ditadura cubana derruba popularidade digital de Lula

Antônio Cruz/Agência Brasil.


 

O IDP, ranking de popularidade digital, medido pela consultoria Qaest, apontou que a popularidade digital de Luiz Inácio Lula da Silva caiu após o socialista expor seu apoio à ditadura comunista cubana. O líder do Partido dos Trabalhadores (PT) saiu em defesa do governo da ilha após protestos contra o regime, clamando por liberdade e o fim do comunismo, estourarem nas últimas semanas.

Lula chegou a ter cerca de 68 pontos em meados de junho, quase empatando com Jair Bolsonaro, mas viu seus números diminuírem a partir de julho.

No auge dos protestos em Cuba, quando o socialista atacou os Estados Unidos e apoiou os colegas do Foro de São Paulo que comandam a ilha, seus números alcançaram 25 pontos, menor patamar já alcançado.

Na contramão, no mesmo período, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) precisou ser internado para tratar dores abdominais, sintomas da facada que recebeu em 2018. Hoje, ele ocupa o primeiro lugar com 72 pontos, seguido por Lula, com cerca de 31.

Pontuaram bem nos últimos dias Eduardo Leite (PSDB-RS), mas que atualmente tem em torno de 19 pontos. Hoje, Ciro Gomes (PDT) é quem aparece em terceiro com 25.1, apontou a Revista Oeste.

Sobre o Colunista

Italo Toni Bianchi

Ítalo Toni Bianchi, membro do Movimento Conservador, bacharel em teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. Músico percussionista, leitor, preletor e jornalista do portal Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: