fbpx

Argentina proíbe demissão de trabalhadores até 2021



Desde o mês de março, empresas argentinas estão proibidas de demitir funcionários. O motivo, de acordo com o governo socialista de Alberto Fernández, seria a pandemia do vírus chinês.

A medida, no entanto, parece causar mais problemas do que resolvê-los no mercado de trabalho do país, que já era considerado um dos piores do mundo.

De acordo com as informações da Bloomberg, a inflação na terceira maior economia da América Latina está em torno de 40%, o banco central tem poucos dólares e falar sobre desvalorização da moeda é quase constante.

“O governo tenta reestruturar os US$ 44 bilhões que deve ao Fundo Monetário Internacional após o colapso de um programa de empréstimos no ano passado”, informou a agência.

A Argentina proíbe empresas de demitirem trabalhadores desde março, medida que nenhum outro país manteve por tanto tempo, e recentemente estendeu a proibição até 2021.

Também exige que as empresas paguem o dobro do valor normal da indenização se um trabalhador for demitido “sem justa causa”, de acordo com decreto governamental.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: