fbpx

Arthur Lira critica pressão por parte ‘da turma que fala em democracia e liberdade’



O candidato a presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), publicou em seu perfil no twitter neste sábado (09), uma crítica contra as pressões que tem ocorrido nesses dias que antecedem a votação para presidência da Câmara dos Deputados.

A votação para a escolha da Mesa Diretora, está marcada para o dia 1º de fevereiro.

Até o momento quatro deputados lançaram candidatura, são eles: Arthur Lira (PP-AL), Baleia Rossi (MDB-SP), Capitão Augusto (PL-SP) e André Janones (Avante-MG).

“Minha candidatura nasceu da base de deputados buscando sua voz e espaço para se manifestar”, tuitou Lira.

“A Câmara foi tocada de maneira personalista e o outro projeto nasceu de uma imposição. E a imposição e força continuam”, continuou o deputado, se referindo aos mandatos anteriores da Mesa Diretora da Casa.

“Chegam relatos de pressão de governadores nas bancadas, repressão das cúpulas partidárias e até ameaças de exonerações dentro da Câmara. Tudo isso lá do lado da turma que fala em democracia e liberdade”.

Nos últimos 4 anos a presidência da Câmara ficou nas mãos do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assumiu pela primeira vez ao ser eleito substituto do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB), que foi afastado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Maia, que teve um papel muito incisivo na oposição do Governo Bolsonaro nos últimos anos, tem apoiado a candidatura do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) aliando-se ao PT, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede.

Em dezembro de 2020, o presidente Jair Bolsonaro chegou a declarar aos apoiadores que apoiaria Arthur Lira para o cargo.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...