fbpx

Aumento de 39% no gás é ‘inadmissível’, diz Bolsonaro



Após a Petrobras anunciar um aumento de 39% no preço do gás natural, o presidente da República, Jair Bolsonaro, reconheceu nesta quarta-feira (7)  que este tipo de aumento é “inadmissível”. Bolsonaro cobrou ainda maior previsibilidade na política dos preços.

“Não vou interferir, a imprensa vai dizer o contrário. Mas podemos mudar essa política de preço lá [na estatal]”, declarou o presidente.

“É inadmissível se anunciar agora, o velho presidente ainda, o reajuste de 39% no gás. É inadmissível! Que contratos são esses? Que acordos foram esses? Foram feitos pensando no Brasil?”, questionou Bolsonaro sobre a postura de Roberto Castello Branco, que deixou o cargo da presidência nessa quarta-feira (7).

Bolsonaro também informou que, em duas semanas, irá reapresentar ao Congresso o Projeto de Lei que altera a forma de cobrança do ICMS sobre os preços dos combustíveis pelos Estados.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: