fbpx

Biden obriga trabalhadores federais a se vacinarem

Adam Schultz/White House


 

O presidente dos EUA, Joe Biden, assinou nessa quinta-feira (9) uma ordem executiva que obriga os funcionários do Poder Executivo e contratados a se vacinarem. A decisão atinge também os servidores da Casa Branca e de todas as agências federais. Além disso, as empresas que tiverem mais de 100 empregados deverão submetê-los a testes semanais de coronavírus. Mais de 100 milhões de pessoas deverão ser afetadas pela decisão.

Os funcionários federais que se recusarem a ser vacinados poderão sofrer penalidades, incluindo a demissão.

“Ser vacinado não é uma questão de liberdade ou escolha pessoal. Significa se proteger e proteger as pessoas ao seu redor. Todos pagamos pela rejeição à vacina. Por favor, façam a coisa certa”, disse o presidente Biden, ressaltando que sua “paciência está se esgotando”.

O analista político Carlos Dias comentou a decisão de Biden no Boletim da Manhã nessa sexta-feira (10).

“Nos Estados Unidos é muito cara a questão da liberdade individual. É mais uma tentativa de querer ordenar o controle social e futuramente pode servir para outras coisas”, afirmou.

Assista aos comentários da notícia:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: