fbpx

Biden pede ao Congresso que restrinja a posse de armas



O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu neste domingo (14) que o Congresso reforce as leis existentes sobre a posse de armas. O comunicado foi feito no mesmo dia em que se completaram três anos do tiroteio em uma escola de segundo grau em Parkland, Florida.

“Os estudantes de Parkland e tantos outros jovens em todo o país que sofreram violência armada estão levando adiante a história da jornada americana. É uma história escrita por jovens em cada geração que desafiou o dogma prevalecente para exigir uma verdade simples: podemos fazer melhor. E faremos”, disse Biden em um comunicado.

“Hoje, estou pedindo ao Congresso que promova reformas de bom senso na lei de armas, incluindo a exigência de verificações de antecedentes em todas as vendas de armas, banindo armas de assalto e de alta capacidade e eliminando imunidade para fabricantes de armas que conscientemente colocaram armas de guerra em nossas ruas”.

Biden disse durante sua campanha presidencial que apoia um controle de armas mais forte. Na semana passada, funcionários do governo se reuniram com defensores do controle de arma, incluindo Shannon Watts, fundador do Moms Demand Action, e John Feinblatt, presidente da Everytown for Gun Safety. As informações são da Epoch Times.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse a repórteres mais tarde que o governo está pronto para levar adiante o “plano ambicioso” que Biden traçou durante a campanha.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: