fbpx

Biden rompe aliança mundial contra aborto



Logo após tomar posse como presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden já começou a modificar diversas políticas importantes que haviam sido instaladas no governo de Donald Trump.

Nesta quinta-feira (21) o conselheiro médico da Casa Branca, Anthony Fauci, disse que o governo Biden vai abandonar uma agenda antiaborto, defendida pelo ex-presidente Donald Trump.

A atitude de Biden enfraquece a Aliança Mundial, da qual o Brasil faz parte. A união tem por objetivo proteger a vida de milhares de crianças no mundo todo.

O anúncio foi feito por Fauci à Organização Mundial da Saúde (OMS).Oo médico disse que os EUA não terão mais posição de veto em termos como saúde reprodutiva e direitos sexuais em programas e resoluções internacionais.

“Será nossa política apoiar a saúde sexual e reprodutiva de mulheres e meninas e os direitos reprodutivos nos Estados Unidos, assim como em nível global. Para isso, o presidente Biden revogará a Política da Cidade do México nos próximos dias, como parte de seu compromisso mais amplo de proteger a saúde das mulheres e promover a igualdade de gênero em casa e no mundo inteiro”, disse.

Segundo o portal UOL, a “Política da Cidade do México” é, na verdade, um pacote de medidas criadas nos anos 80, que determina que todas as ONGs e entidades que recebem recursos do governo norte-americano se comprometam a não prestar qualquer serviço de aborto, aconselhamento sobre a opção de aborto, se referir ao aborto e nem fazer campanhas pelas liberação legal da prática.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: