fbpx

Big Techs ‘deveriam ser punidas’ por censurar vozes conservadoras, diz Donald Trump



O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante seu discurso no CPAC (Conservative Political Action Conference) no último domingo (28/2), disse que as Big Techs deveriam ser punidas por censurar vozes conservadoras.

“Chegou a hora de quebrar os grandes monopólios de tecnologia e restaurar a concorrência justa”, disse Trump. “Grandes gigantes da tecnologia como Twitter, Google e Facebook devem ser punidos com grandes sanções, sempre que silenciam as vozes conservadoras.”

Nos últimos meses, Trump e sua equipe pediram a revogação ou reformulação da Seção 230. O pedido visa remover as proteções de responsabilidade das Big Techs, uma vez que essas vêm se envolvendo em cada vez mais casos de censura aos conservadores. Trump acusa as grandes empresas de tecnologia de atuarem como editores de conteúdo, em vez de plataformas online.

Vendo esse movimento dos últimos meses, alguns estados americanos estão buscando soluções legislativas para impedir que as Big Techs usem seu monopólio para censurar um discurso com o qual não concordam.

“Os republicanos e conservadores devem abrir nossas plataformas e revogar as proteções de responsabilidade da seção 230”, afirmou o ex-presidente.

E concluiu: “Se os republicanos puderem ser censurados por falar a verdade e denunciar a corrupção, não teremos democracia e teremos apenas tirania de esquerda”.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: