fbpx

Bolsonaro entra com ação no STF contra censura de perfis de conservadores



O presidente Jair Bolsonaro ingressou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra as medidas arbitrárias que bloquearam as redes sociais de conservadores na última semana.

O pedido foi feito pela AGU (Advocacia-Geral da União) às 18h de sábado “visando ao cumprimento de dispositivos constitucionais”, de acordo com Bolsonaro.

A ação direta de inconstitucionalidade proposta por Bolsonaro foi recebida com o número ADI 6494 e vai ser distribuída para um dos 11 ministros.

“Uma ação baseada na clareza do Art. 5°, dos direitos e garantias fundamentais. Caberá ao STF a oportunidade, com seu zelo e responsabilidade, interpretar sobre liberdades de manifestação do pensamento, de expressão, … além dos princípios da legalidade e da proporcionalidade”, afirmou o presidente na postagem.

Na sexta-feira (24), o ministro do STF Alexandre de Moraes determinou que o Twitter, o Facebook e o Instagram suspendam contas de 16 personalidades perfis de apoiadores do presidente, entre eles, o empresário Luciano Hang.

São eles, de acordo com o documento de Moares:

Alan Lopes Dos Santos (Terça Livre), Bernardo Pires Kuster, Edson Pires Salomão, Eduardo Fabris Portella, Enzo Leonardo Suzi Momenti, Marcelo Stachin, Marcos Dominguez Bellizia, Rafael Moreno, Paulo Gonçalves Bezerra, Rodrigo Barbosa Ribeiro, Roberto Jefferson Monteiro, Sara Fernanda Giromini, Edgard Gomes Corona, Luciano Hang, Otavio Oscar Fakhoury, Reynaldo Bianchi Junior e Winston Rodrigues Lima.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: