fbpx

Bolsonaro sanciona lei que torna crime a prática de perseguição digital



O presidente Jair Bolsonaro sancionou na última quarta-feira (31) a lei nº 14.132, que torna crime a prática de perseguição digital, conhecida como “stalking”.

A nova legislação torna crime “perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade”.

Assinam o documento o presidente Jair Bolsonaro e os ministros da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

A pena para quem infringir a lei é de detenção, de 6 meses a 2 anos ou multa. A pena é aumentada em metade se o crime for cometido contra criança, adolescente ou idoso, e contra mulher por razões da condição de sexo feminino. O texto (PL 1.369/2019) da senadora Leila Barros (PSD-DF) havia sido aprovado no Senado em 9 de março.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: