fbpx

Bolsonaro sobre Lula: ‘Se não tivermos voto impresso, esse canalha ganha pela fraude’



O presidente Jair Bolsonaro defendeu neste sábado (15) que nas eleições de 2022 o voto seja auditável e impresso. “Se alguém prepara a terra e planta é porque quer colher lá na frente”, afirmou durante as manifestações em Brasília.

“O que nós queremos em 2022 é que nosso voto seja auditável.  Se tiraram da cadeia o homem mais canalha da história do Brasil, se para esse canalha foi dado o direito de concorrer, o que me parece é que se não tivermos o voto auditável, esse canalha, pela fraude, ganha as eleições no ano que vem”, declarou o mandatário, referindo-se ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Uma das pautas defendidas durante as manifestações que ocorrem em todo o país neste sábado é o voto auditável. O chefe do Executivo também defendeu que a vontade do Congresso Nacional seja respeitada, caso a PEC do Voto Impresso da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) seja aprovada.

“Nós não podemos admitir um sistema eleitoral que é passível de fraude. E eu tenho dito, se nosso congresso nacional aprovar a PEC do voto Auditável da Bia Kicis e ela for promulgada, teremos voto impresso em 2022. A vontade do congresso e a sua legitimidade tem que ser respeitada por todos nós”, afirmou.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: