fbpx

Bolsonaro visita o Maranhão e recebe apoio da população

Isac Nóbrega/PR


O presidente Jair Bolsonaro visitou o Maranhão nesta sexta-feira (21) e foi recebido por centenas de cidadãos.

Em seu segundo dia de visita ao estado, o chefe do Executivo participou da entrega de títulos de propriedade rural em Açailândia, município localizado a 526 km de São Luís.

Jair Bolsonaro declarou durante o evento que, com os títulos em mãos, os beneficiados poderão produzir na própria terra e agregar valor a ela com obras, sabendo que, no futuro, ela será patrimônio para os filhos.

De acordo com o governo, foram entregues 17.084 títulos de propriedade rural. Do total, 16.616 são títulos para famílias assentadas da reforma agrária e 468 títulos são de regularização fundiária.

Em todo o Maranhão, existem cerca de 1.117 assentamentos de terra onde vivem 132 mil famílias.

Em sua chegada ao município, Bolsonaro recebeu o apoio de diversos cidadãos que vivem no estado governado por Flávio Dino, do Partido Comunista do Brasil.

Durante seu discurso, o chefe do Executivo brasileiro criticou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), bem como suas medidas de restrições, que, segundo o presidente, refletem no número de desemprego no estado.

As críticas de Jair Bolsonaro renderam gritos de “Fora, Flávio Dino.”

Ministros do governo e parlamentares do Maranhão participaram da entrega ao lado do presidente.

Antes do início do evento, apoiadores do presidente também protestaram contra a atuação do senador Renan Calheiros na CPI da Pandemia no Senado, com gritos de ‘Renan vagabundo’, em referência ao relator da Comissão.

Em seu discurso, o presidente ainda criticou o comunismo e pediu que a população não desista da liberdade.

O assunto foi pauta do Boletim da Noite desta sexta-feira (21).

“Não tem como não se emocionar, né? É necessário ser muito frio para olhar pra esse povo sofrido do Maranhão e falar assim: ‘ah, não, mas eu tenho umas coisas pra criticar no Bolsonaro.’ Não dá, sabe, porque, realmente, é óbvio que a gente tem algumas coisas para criticar, mas você percebe que o presidente Bolsonaro, ele está arrancando esse povo, a imagem que eles tinham do PT como um partido que olhava para os pobres sofridos. E esses aí são aqueles que fazem parte daqueles milhões que a gente sempre comenta aqui. São os 100 milhões que estão sem saneamento básico”, analisou o jornalista Allan dos Santos.

ASSISTA AO BOLETIM DA NOITE DESSA SEXTA-FEIRA (21):

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: