fbpx

Centenas voltam às ruas na Argentina contra governo Fernández



Milhares de pessoas foram às ruas, no último sábado (18/9), em Buenos Aires, capital da Argentina, em protesto contra as medidas sanitárias impostas pelo governo do presidente Alberto Fernández para conter a pandemia de coronavírus.

Apoiado por políticos da oposição “Juntos pela Mudança”, o protesto contou com muitas bandeiras argentinas e indignação dos manifestantes.

A pé ou de carro, as pessoas se aglomeraram em torno do Obelisco de Buenos Aires, como fazem todos os sábados, destaca a agência France-Presse.

O governo nacional anunciou na sexta-feira (17/9) que as medidas de restrição que começaram no dia 20 de março vão até o dia 11 de outubro.

Pela 12ª vez, o presidente Alberto Fernández estendeu o isolamento social na Argentina.

Fernández não apareceu para anunciar a decisão, como de hábito.

Atualmente, 53,3% das pessoas rejeitam a quarentena de Fernández e de sua vice, Cristina Kirchner. A popularidade do presidente registrou queda: em março, era de 67,8% e, agora, caiu para 37,1%. A imagem negativa superou a positiva, passando a 48,5%.

Com informações, IstoÉ e Revista Oeste

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...