fbpx

China ameaça Paraguai e diz que só irá vender vacinas se romper laços com Taiwan



O chefe do Departamento de Assuntos Latino-Americanos e Caribenhos do Ministério das Relações Exteriores da República da China, Alexander Tah-ray Yui, declarou que o Partido Comunista da China (PCCh) só venderia vacinas ao Paraguai se o país rompesse suas relações diplomáticas com Taiwan. A declaração foi divulgada pela Agência Central de Notícias (CNA) de Taipei no último dia 23 de março.

O governo federal do Paraguai condenou a ação, dizendo que o PCCh estava tentando ferir sua soberania, e argumentou que as vacinas não deveriam ser reduzidas a uma ferramenta política.

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, destacando a soberania do PCCh, e afirmou que “nós – China e Rússia – não nos preocupamos apenas com nossos próprios benefícios; em vez disso, levamos os interesses globais em consideração”.

Wang Yi disse ainda que a China usaria suas vacinas como um suposto bem público global.

Nas últimas semanas, a China doou milhares de suas vacinas para países de baixa e média renda, visando a expandir seu alcance global, segundo informações da mídia Quartz.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: