fbpx

China explora corrupção na América Latina, diz almirante dos EUA

Juan Chia EUA-Miami


 

A China continua a busca por maior influência nas Américas através do comércio e dos investimentos na região. Nos Estados Unidos, vários congressistas e especialistas em América Latina pedem ao presidente Joe Biden que volte os olhos para o investimento e não fique desatento com a região. Um alerta foi feito pelo almirante Craig Faller, chefe do Comando Sul no país, em entrevista ao portal Politico em 12 de agosto, apontando para os riscos e oportunidades  de segurança representados pela crescente influência do gigante oriental na área.

O militar transmitiu sua preocupação e deu detalhes da atuação chinesa na região e como a esfera de influência chinesa tem se expandido. Ele destacou como a China se utiliza da corrupção nos países caribenhos e da América do Sul como tática de influência.

“As empresas públicas e privadas da China frequentemente exploram a corrupção generalizada na região para minar as práticas de contratação justas e contornar a conformidade ambiental. Uma tática comum que eles usam é fornecer compensações lucrativas às autoridades locais em troca de negócios favoráveis”, destaca Faller.

Na mesma linha, ele explica os reais interesses chineses por trás de suas negociações.

“Mas aqui está o atrito: a China não busca uma concorrência leal com base em regras. Ela busca criar dependências, não parcerias confiáveis. Por meio de seus laços econômicos cada vez mais profundos e de sua influência coercitiva, Pequim está disputando o apoio chave de parceiros regionais nas votações da ONU e no apoio a nomeações chinesas para instituições multinacionais. Em última análise, Pequim deseja criar um sistema global no qual os regimes autoritários sejam vistos como formas legítimas de governança”, afirmou.

O almirante Faller explica como a mesma estratégia usada na África e alguns lugares da Ásia também vem sendo utilizada na América Latina como um todo.

Assista aos comentários da notícia

Sobre o Colunista

Italo Toni Bianchi

Ítalo Toni Bianchi, membro do Movimento Conservador, bacharel em teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. Músico percussionista, leitor, preletor e jornalista do portal Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: