fbpx

China faz maratona com 12 mil participantes sem ‘medidas de segurança’ contra a Covid



Sem usar máscara, nem álcool em gel e com muita aglomeração, foi realizada no último dia 10 de abril a edição de 2021 da corrida Xiamem Marathon, na China. Doze mil atletas de todo o mundo participaram da maratona sem se preocupar com as chamadas “medidas de segurança” contra a Covid-19.

A extrema-imprensa não teceu críticas ao Partido Comunista Chinês pelo evento. Nas redes sociais, entretanto, internautas criticaram a recomendação do “fique em casa” enquanto o país onde surgiu a Covid-19 nada na maré contrária às medidas autoritárias impostas em todo o mundo (veja abaixo).

O assunto foi comentado durante o Boletim da Manhã desta segunda-feira (19) pelo jornalista Allan dos Santos. “Quando você vê a maratona acontecendo na China você já fica impressionado. Mesmo em Whuan tem gente andando na rua sem máscara. O que eles estão fazendo com você é algo absurdo. E aí, a mídia brasileira diz que quando você for fazer exercício é para usar máscara. É sacanagem com a nossa cara”, pontuou. Clique para assistir à íntegra do comentário.

Conforme noticiou o Terça Livre, o médico e pesquisador Baruch Vainshelboim, com Ph.D. em reabilitação pulmonar, publicou um artigo em janeiro deste ano pela Medical Hypotheses, no qual aponta que o uso contínuo de máscaras causa diversos e graves problemas fisiológicos e psicológicos para a saúde humana.

Internautas reagem à maratona:

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: