fbpx

Cientistas descobrem provável causa de trombose por vacina de Oxford/AstraZeneca



Pesquisadores do hospital universitário Greifswald, no norte da Alemanha, afirmam ter descoberto a provável causa da trombose diagnosticada em algumas pessoas que tomaram a vacina de Oxford/AstraZeneca contra o vírus chinês.

O diretor do departamento de Medicina Transfusional da da Universidade de Medicina de Greifswald (UMG), Andreas Greinacher, disse que em algumas pessoas o imunizante produziria uma resposta imunológica que ativa as plaquetas sanguíneas, o que pode causar a trombose. A reação normalmente acontece quando o corpo cura uma ferida, ou seja, quando o sangue coagula e cicatriza um machucado.

Segundo o site DW, pesquisadores analisaram amostras de sangue de seis pacientes que tiveram trombose e descobriram que o imunizante ativou um mecanismo que causa a formação de coágulos sanguíneos no cérebro.

As informações sobre os resultados dos estudos foram divulgados pela emissora pública Norddeutscher Rundfunk (NDR) na última semana e compartilhadas com hospitais em toda a Europa.

Segundo a emissora, com a identificação da causa do problema, será possível desenvolver um tratamento. Os cientistas sugerem que, nesses casos, os pacientes recebam medicamentos para combater a trombose.

O tratamento, no entanto, só deve ser aplicado em vacinados que desenvolveram os coágulos sanguíneos, mas não de maneira profilática, ou seja, para prevenir eventuais tromboses.

Pesquisadores da Noruega anunciaram que chegaram a uma hipótese semelhante à dos alemães. Para esses cientistas, a formação de coágulos sanguíneos pode acontecer devido a uma resposta imunológica forte. Mas eles afirmam que isso é apenas uma hipótese.

As descobertas ainda não foram publicadas em jornais científicos e, portanto, não foram revisadas por especialistas independentes. O Instituto Paul Ehrlich, na Alemanha, está examinando o trabalho dos cientistas.

Após relatos de trombose em pessoas vacinadas, diversos países europeus suspenderam o uso do imunizante, como noticiou o Terça Livre. Nos Estados Unidos, as doses ainda não foram aprovadas pela agência reguladora FDA.

Leia também

O assunto foi comentado no Boletim da Manhã

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Esposa, jornalista, tupãense e católica. 23 anos.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: