fbpx

Comerciantes protestam contra ‘lockdown’ em Portugal



Desde a última segunda-feira (30/11), na cidade do Porto, em Portugal, donos de estabelecimentos estão indo às ruas para protestar contra as medidas do governo socialista português, que tenta implementar mais uma vez o “lockdown”.

Diante dessas medidas autoritárias, um grupo de empresários de bares e restaurantes iniciou greve de fome na última semana em frente ao Parlamento, na capital Lisboa.

Os manifestantes, que acamparam na frente do Legislativo e vivem à base de água, chá ou café doados por seus apoiadores, dizem que não comerão até serem recebidos pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Economia.

“Precisamos de apoio para manter a cabeça fora da água”, disse Alberto Cabral, dono de dos estabelecimentos.

Os estabelecimentos estão fechados desde março, afetando diversos comerciantes portugueses. Mesmo com a medida para reabrir em maio, as medidas impostas pelo governo de toque de recolher e um lockdown de final de semana em vigor na maior parte do país desde 8 de novembro não permitem que os estabelecimentos voltem à normalidade.

Com essa realidade, os empresários afirmam que muitos de seus estabelecimentos não sobreviverão a este ano.

“São só falências, falências”, disse o dono de restaurante João Sotto Mayor. “Muitos negócios dependem desta época… é incrivelmente importante que no próximo final de semana voltemos aos horários de abertura normais.”

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...