fbpx

Congresso, e não STF, deve analisar decretos de Bolsonaro sobre armas, diz presidente da Câmara



Após polêmica por parte de alguns parlamentares de esquerda ao comentar a edição presidencial de quatro decretos sobre armas, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, reconheceu nesta segunda-feira (22) que tem o poder para analisar esses decretos é o Congresso, e não o Supremo Tribunal Federal (STF).

“Se o decreto tiver que ser desmanchado, será por um PDL (Projeto de Decreto Legislativo). Não deveria ser por uma ação de inconstitucionalidade ou pelo Supremo”, afirmou o presidente da Câmara.

Deputados e partidos de esquerda querem barrar os decretos e já apresentaram um PDL, e chegaram a acionar o STF.

Com os decretos, Bolsonaro executa mais um passo para a cumprir mais uma das promessas de campanha: defender a liberdade do povo brasileiro. Cada cidadão de bem ter o direito de se defender, além de defender sua família e seu lar.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: