fbpx

CPI da Covid: Senador reclama de parcialidade e diferença de tratamento de testemunhas

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado


O senador Marcos Rogério (DEM-RO) reclamou nesta quarta-feira (2) da parcialidade e diferença no tratamento dos senadores com as testemunhas da CPI da Covid-19.

“Ainda bem que o Brasil está acompanhando e vendo a parcialidade dos membros dessa CPI. O trato diferenciado de um para o outro”, disse o senador. Ele se referia ao modo como a médica Nise Yamaguchi foi tratada na sessão de ontem (1º) em relação à infectologista Luana Araújo. Anunciada como secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Araújo não chegou a exercer o cargo.

A dra. Nise Yamaguchi falou em defesa do uso de tratamento precoce nos casos de Covid-19 e foi alvo de desrespeito por parte dos senadores. Já com a médica Luana Araújo, que condena o tratamento precoce, os congressistas têm sido cordiais.  “É flagrante a parcialidade da CPI e a diferença no tratamento das testemunhas”, disse Marcos Rogério.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: