fbpx
Divulgação/Agência Brasil

Dados de usuários do Facebook podem ser vendidos em fóruns na dark web



 

Em meio à crise vivida pelo Facebook e suas empresas associadas após o ‘apagão’ dessa segunda-feira (04), surgiram na internet informações indicando que, supostamente, dados de um número superior a 1 bilhão de usuários da rede social vêm sendo vendidos em fóruns virtuais na dark web. No entanto, isso não tem ligação com o problema de queda nas redes.

De acordo com Privacy Affairs, site especializado em segurança cibernética, os oportunistas conseguiram os dados por meio de data scrapping (raspadores de dados, em português) mediante informações públicas dos próprios usuários dentro da rede social e não através de invasão. O site também classifica como uma ‘infeliz coincidência’ o fato de a informação ter sido veiculada no mesmo dia em que o Facebook ficou por horas fora do ar.

O método de raspagem de dados é um processo de extração das informações configuradas como públicas pelos próprios internautas e é feito por robôs, que as acessam e as organizam em listas e bancos de dados. Segundo o Privacy Affairs, algumas amostras publicadas no fórum mostram que os dados aparentemente são autênticos.

Informações levantadas pelo site mostram que ao menos um comprador em potencial afirma ter recebido uma cotação de US $5.000 pelos dados de 1 milhão de contas de usuários do Facebook. Alguns dados de usuários disponíveis no fórum são:

  • Nome
  • E-mail
  • Localização
  • Gênero
  • Número de telefone
  • ID de usuário

O acesso aos dados pode ser utilizado para bombardear pessoas ou grupos de indivíduos específicos com publicidade não solicitada, por exemplo. Contudo, o fato de informações como números de telefone, localização na vida real e nomes completos dos usuários estarem incluídos nos fóruns na dark web é especialmente preocupante, conclui a publicação.

Dark web é um ambiente de internet oculto não alcançados pelos convencionais sites de busca. Ou seja, há dificuldade de rastreio no que acontece dentro desse ambiente que, em geral, é usado para práticas criminosas.

 

 

 

Sobre o Colunista

Italo Toni Bianchi

Ítalo Toni Bianchi, membro do Movimento Conservador, bacharel em teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. Músico percussionista, leitor, preletor e jornalista do portal Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: