fbpx

Deputado impede que Democratas aprovem 25ª Emenda



O deputado republicano da Virgínia, Alex Mooney, impediu na segunda-feira (11) que os democratas apresentassem uma resolução por consentimento unânime para pedir ao vice-presidente, Mike Pence, que invocasse a 25ª Emenda que poderia destituir o presidente Donald Trump de seu cargo.

“Hoje eu me opus à tentativa da Presidente Pelosi de adotar por consentimento unânime uma resolução pedindo ao Vice-Presidente Mike Pence que invoque a 25ª Emenda para remover o Presidente Trump”, publicou o deputado em seu perfil no Twitter.

A resolução apoiada pelos democratas pede que Pence e o gabinete “declarem o que é óbvio para uma nação horrorizada: que o presidente é incapaz de cumprir com sucesso os deveres e poderes de seu cargo”.

Os democratas podem agora apresentar a resolução para votação para esta terça-feira, 12.

Na semana passada, Mooney estava entre os legisladores republicanos que não votaram para certificar estados-chave para Joe Biden.

Mooney disse que Pelosi “não deve tentar adotar uma resolução dessa magnitude sem qualquer debate no plenário da Câmara dos Representantes dos EUA”, observando que “é errado ter enviado membros do Congresso para casa e, em seguida, tentar adotar sem qualquer debate um resolução de criação de precedentes que poderia colocar nossa República em perigo.”

“A Câmara dos Estados Unidos nunca deve adotar uma resolução que exija a destituição de um presidente devidamente eleito, sem quaisquer audiências, debate ou votos registrados”, completou.

Nancy Pelosi, presidente da casa, disse no último domingo (10) que os legisladores precisam “agir com urgência” e disse que Trump é um perigo imediato para a Constituição.

Em um comunicado a imprensa hoje, Pelosi disse que os republicanos que impediram a aprovação da 25ª Emenda estão permitindo que atos ‘desequilibrados’ continuem a colocar a América em ‘perigo’.

“Os republicanos da Câmara rejeitaram essa legislação para proteger os Estados Unidos permitindo que os atos desequilibrados, instáveis ​​e desordenados de sedição do presidente continuassem. Sua cumplicidade põe em perigo a América, corrói nossa democracia e ela deve acabar.”

“Como nosso próximo passo, avançaremos com a apresentação da legislação de impeachment. A ameaça do presidente à América é urgente, e nossa ação também será”, completou.

Alguns representantes democratas da Câmara protocolaram, também nesta segunda-feira um pedido de impeachment contra Donald Trump, acusando-o de “incitar uma insurreição” no discurso da última quarta-feira, 6, após as manifestações no Capitólio.

Veja a objeção do Deputado Alex Mooney:
Imagem

The Epoch Times.

Sobre o Colunista

Bruna Lima

Bruna Lima

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: