fbpx

Deputado petista chama Bolsonaro de genocida na CCJ



Deputados do PSL e do PT bateram boca nesta quarta-feira (17) durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

A discussão começou quando o deputado Paulo Teixeira ,do PT, chamou o presidente Jair Bolsonaro de genocida por várias vezes.

“Hoje, nós estamos chegando ao número de 280 mil pessoas mortas no Brasil. Mortas por ato do Presidente da República, porque tem vacina e ele não comprou, tem máscara e ele não adotava as máscaras, todo mundo recomendava que não houvesse aglomerações e ele promovia aglomerações. Então, ele é um genocida, e quem o defende comunga dos seus atos e tem de ser julgado criminalmente pelos seus atos”, disse Teixeira.

O deputado Carlos Jordy, do PSL, interveio, chamou o deputado de “vagabundo” e disse que não iria tolerar esse tipo de comportamento.

“Se ele é um genocida, você é um vagabundo”, afirmou Jordy antes de ter seu microfone cortado pela presidente da comissão, deputada Bia Kicis (PSL-DF). A discussão, no entanto, continuou durante alguns minutos.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: