fbpx

DeSantis assina lei que proíbe passaportes de vacinas e suspende todas as medidas relacionadas à Covid-19



O governador da Flórida, Ron DeSantis, assinou uma lei que suspende, a partir de 1º de julho, todas as medidas emergenciais relacionadas à pandemia. Uma outra medida anunciada foi a proibição dos “passaportes de vacinas” no estado. As Ordens Executivas foram assinadas nesta segunda-feira (3), durante uma coletiva de imprensa em São Petersburgo.

“Eu vou assinar a conta. Ela entra em vigor em 1º de julho. Também assinarei uma ordem executiva de acordo com esse projeto de lei, invalidando todas as ordens de emergência locais restantes da Covid-19”, declarou o governador americano.  “Eu acredito que essa é a coisa, baseada em evidências, a se fazer”, completou.

Segundo o governador DeSantis, manter essas medidas em vigor irá minar a desconfiança nas vacinas contra o vírus chinês.

“As pessoas que estão dizendo que precisam policiar a população a essa altura, estão afirmando que não acreditam em vacinas, não acreditam em dados, não acreditam em ciência”, disse o republicano.

“Minha mensagem é que as vacinas protegem você. Seja vacinado e depois viva sua vida como se estivesse protegido”, disse DeSantis. “Você não tem que se irritar com as restrições ad infinitum.”

A nova lei também proíbe as empresas de exigirem “passaportes de vacina” de seus funcionários ou clientes.

“Você tem o direito de participar da sociedade, de ir a um restaurante, ao cinema, a um jogo de bola, todas essas coisas sem ter que divulgar esse tipo de informação”, disse DeSantis na segunda-feira.

O governador, por fim, também orientou as autoridades de saúde estaduais a elaborar um plano de gestão de emergências de saúde pública, para servir de modelo para surtos futuros.

Comentando a medida de Ron DeSantis, o analista político Paulo Figueiredo, durante o Radar da Mídia desta segunda-feira (03), apontou a Flórida como um dos estados mais livres do mudo. 

“O governador Ron DeSantis é uma benção para os amantes da liberdade. Desde julho a Flórida já opera com pouquíssimas restrições, o governador já havia emitido uma Ordem Executiva – se eu não me engano em outubro – dizendo que ninguém mais poderia ser multado, as cidades e condados poderiam emitir as suas ordens emergenciais, fechando parque ou limitando reuniões em locais públicos, ou até mesmo pedindo a utilização de máscaras, mas ninguém mais poderia ser preso ou multado por não usar máscara”, disse Paulo Figueiredo.

“Agora, ele foi além do que o Texas já havia ido, o governador está baixando Ordens Executivas impedindo completamente que os estados e condados imponham regras de máscaras”, apontou o analista político.

“Tinham cidades com pequenas restrições, como Miami Beach, que ainda tinham restrições de quantas pessoas podiam ir aos restaurantes. O governador está acabando com isso tudo. Na lei que ele está assinando, ele institucionalizou a proibição do passaporte de vacina, ou seja, nenhum estabelecimento poderá exigir que você comprove que está vacinado para entrar, não existe um estabelecimento que fale que só entra quem está vacinado. Então não tem mais a questão de separar cidadão de primeira e segunda categoria”, finalizou Paulo Figueiredo.

Assista aos comentários da notícia:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: