fbpx

‘Desinfelizmente, vamos falar de mais sinais de despiora’, ironiza Secom ao fazer referência à matéria da Folha



Após a Folha de São Paulo publicar a matéria “Economia dá mais sinais de despiora”, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) confirmou as “despioras” e ironizou a narrativa da mídia de esquerda.

Segundo a matéria da Folha, “houve despioras significativas” na economia brasileira. Os números divulgados pelo IBGE apontam que as vendas do comércio em abril cresceram além da conta, ficando acima das previsões do mercado.

O indicador de emprego formal dos economistas do Itaú teve alta em maio. Receita de impostos, PIB trimestral e comércio tiveram desempenho acima do esperado.

“Convém lembrar outras despioras relevantes: as taxas de juro de longo prazo (mais de dois anos) continuam caindo e o dólar estabilizou na casa dos R$ 5”, afirmou a Folha.

“Agora, desinfelizmente, vamos falar de mais sinais de despiora”, escreveu a Secom no Twitter, ironizando a narrativa descontente da Folha pelo fato do Brasil estar progredindo economicamente.

“PIB de 1,2% no 1º trimestre – volta ao patamar pré-Covid. Saldo positivo de quase 1 milhão de empregos em 2021 (jan-abr). Saldo positivo de empregos em 9 dos últimos 10 meses”, disse a secretaria.

E continuou: “Mais sinais de ‘despiora’: balança comercial bate recorde: melhor maio da história (+US$ 9,29 bilhões). Sanção presidencial torna permanente o Pronampe, programa que ajudou a preservar milhões de empregos”.

“Mais alguns sinais do ‘despioramento’: Presidente envia projeto ao Congresso para liberar crédito de R$ 1,9 bilhão a empresas. Navegação fluvial cresceu 20,7% em 2020. Correios registram maior lucro dos últimos 10 anos (R$ 1,53 bilhão)”, acrescentou a Secretaria de Comunicação.

“Em 2019, o Brasil começou sua retomada, seu processo de ‘despiora’, com geração de empregos, captações recordes de investimentos e ações para facilitar a vida de quem trabalha. O mundo todo sentiu os efeitos do coronavírus. Mas o Brasil reagiu. Milhões de vidas foram salvas. Sempre fomos um dos países que mais investiu no combate à Covid, segundo o FMI”, continuou a publicação.

Milhões de empregos foram mantidos e gerados. E o Auxílio Emergencial garantiu a dignidade de milhões de brasileiros. E vamos ‘despiorar’ cada vez mais nosso Brasil!”, afirmou a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

Ao comentar o posicionamento da mídia de esquerda, o jornalista Allan dos Santos condenou a postura ideológica. “São incapazes de usar o verbo MELHORAR”, escreveu o jornalista no Twitter.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: