fbpx
Ritzau Scanpix / Liselotte Sabroe via REUTERS

Dinamarca é a primeira nação europeia a abandonar o uso da vacina AstraZeneca



A Dinamarca se tornou na quarta-feira (14) o primeiro país da Europa a abandonar completamente o uso da vacina AstraZeneca contra a Covid-19. O motivo é a possível relação do imunizante com casos de trombose.

Como já noticiou o Terça Livre, nas últimas semanas a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), órgão regulador da União Europeia, pediu a inclusão do termo “coagulação sanguínea incomum” entre os efeitos colaterais da vacina AstraZeneca.

No mês passado, mais de 12 países europeus – incluindo França, Alemanha, Itália e Espanha – suspenderam o uso da vacina após relatos de trombose e de  mortes de pessoas que receberam a injeção.

A Dinamarca retirou as doses da AstraZeneca do calendário vacinal e também colocou as doses da Johnson & Johnson em pausa, aguardando novas investigações também sobre uma possível relação com coágulo sanguíneo.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: