fbpx

Diretor técnico da CNN confessa linha editorial da emissora: ‘o medo vende’



O Project Veritas divulgou nesta terça-feira (13) um vídeo do diretor da CNN, Charlie Chester, no qual divulga a estratégia editorial da emissora americana: o medo.

No vídeo, Chester também confessa que a CNN fez campanha eleitoral pró-Biden, tentando de diversas formas tirar o então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, do cargo.

“Nosso foco era tirar Trump do cargo, certo? Sem falar, era isso mesmo”, declarou Chester. “Então, nosso próximo passo será a conscientização sobre as mudanças climáticas”, acrescentou.

“Você acha que vai ser muito parecido com o medo pelo clima?”, questionou a repórter do Veritas. Chester, então, responde: “Sim! O medo vende!”.

Charlie Chester reconheceu que a CNN tem uma agenda pré-determinada ao noticiar a Covid-19 e as mudanças climáticas. “Esteja preparado, está chegando. A mudança climática vai ser a próxima coisa para a CNN. […] A mudança climática pode levar anos, então a CNN provavelmente será capaz de extrair um pouco disso”, afirmou, defendendo a narrativa do “medo”.

“Acho que há um cansaço da Covid. Então, como sempre, uma nova história surge, e eles [CNN] vão se agarrar a ela. Eles já anunciaram em nosso escritório que assim que o público estiver aberto a isso, vamos começar a nos concentrar principalmente no clima”, disse Chester à jornalista do Veritas. “Vai ser o nosso foco”.

“Olha o que fizemos, nós [CNN] tiramos Trump. Eu vou ser 100% sincero ao dizer isso: se não fosse pela CNN, eu não sei se Trump teria sido eliminado. Eu vim para a CNN porque eu queria fazer parte disso”, disse o diretor técnico.

O diretor da CNN foi claro em dizer qual é o objetivo da emissora, declarando que a CNN divulgou histórias sobre as quais nada sabia, além de assegurar querer gerar um clima de medo através da sua narrativa divulgada.

“[A mão de Trump] estava tremendo… trouxemos tantos médicos para contar uma história [sobre a Covid-19], que era toda especulação – que ele estava neurologicamente abatido e estava perdendo o controle. Estávamos criando uma história lá sobre as quais não sabíamos nada. Penso que isso é propaganda”, disse Chester. “Não tínhamos mais nada para fazer naquela época. Estávamos, tipo, apenas atirando, apenas esperando que algo acertasse, sabe?”, acrescentou.

Após as informações divulgadas por James O’Keefe, jornalista do Project Veritas, Charlie Chester resolveu remover a sua conta pessoal do Linkedin. “Vocês percebem, Brian Stelter e Oliver Darcy, o quão ruim parece ser [o conteúdo divulgado], ao ponto do diretor da CNN está retirando todas as suas contas? Isso é uma admissão!”

Atualmente, a CNN é uma das maiores emissoras americanas, servindo massivamente como fonte de informação para a grande mídia brasileira, sobretudo a Globo News.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: