fbpx

Ditadura no Tocantins: Governo vai rastrear celulares para identificar aglomerações

Foto: Esequias Araújo/Governo do Tocantins


Desde que o Brasil virou uma ditadura, foram os políticos que ganharam liberdade para impor aos cidadãos as medidas autoritárias que bem entenderem, com a desculpa de prevenir a propagação da praga chinesa.

Em alguns municípios, pessoas já são obrigadas a usar pulseiras que identificam se estão com suspeita ou contaminadas pelo vírus. Em outros locais, a “polícia do lockdown” está autorizada a invadir casas e disparar balas. Os policiais também podem imobilizar e hostilizar trabalhadores em público e têm autonomia para fechar lojas particulares.

Cada semana traz novidades diferentes, como é o caso do estado do Tocantins, onde as pessoas poderão ter seus celulares rastreados. O governo instituiu o que chamou de “Força-Tarefa Tolerância Zero”, que será coordenada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), pela Polícia Militar, pelo Corpo de Bombeiros e pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

O Decreto  autoriza a SSP a fazer um monitoramento sistematizado com a finalidade de identificar locais com indicativo de grande concentração de pessoas.  A Secretaria poderá utilizar do rastreio de aparelhos celulares, redes sociais, aplicativos de transporte ou outro meio que permita o georreferenciamento.

De acordo com o site do próprio governo, as medidas entram em vigor a partir da próxima quarta-feira, 17, e valem tanto para eventos em estabelecimentos comerciais como para reuniões privadas em residências.

As punições para a pessoa física serão advertência e multa fixada entre R$ 50 e R$ 2 mil. Já para pessoas jurídicas, o valor da multa será no mínimo R$ 500, podendo chegar a R$ 20 mil, além de advertência, interdição parcial ou total do estabelecimento, cancelamento de autorização para funcionamento de empresa e cancelamento do alvará de licenciamento do estabelecimento.

Já afirmava Marco Aurélio (STF): Os tempos são estranhos.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: