fbpx

Dizendo que não sabia, Doria admite que vacina não é ‘100% brasileira’



O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu nesta segunda-feira (29) que não sabia do uso de tecnologia dos Estados Unidos para desenvolver a vacina do Butantan, que também já reconheceu em nota que o imunizante possui tecnologia dos EUA.

Doria, quando divulgou o imunizante na última sexta-feira (26), não mencionou nenhum tipo de parceria para a produção da vacina, mas, pelo contrário, alegou ser “100% brasileira”.

A vacina, na verdade, foi produzida em parceria com o Hospital Mount Sinai, de Nova York. A tecnologia utilizada foi desenvolvida na Escola de Medicina Icahn, do hospital norte-americano.

Questionado por um jornalista sobre por que ocultou o fato, Doria desconversou. “Simplesmente porque eu não tinha a informação [da participação do Instituto Mount Sinai]”, afirmou Doria. “Mas entendo que a ButanVac é uma vacina nacional. O importante é termos uma vacina, e temos. Se parte dela é tecnologia internacional, isso é uma boa contribuição, isso é positivo.”

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: