fbpx

Dois partidos abrem mão do Fundo Eleitoral



Diferentemente de outros 21 partidos políticos brasileiros, Novo e PRTB se recusaram a receber os valores aos quais teriam direito pelo Fundo Eleitoral liberado para as eleições deste ano. As duas legendas registraram a decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última semana.

O Novo teria direito a R$ 36,5 milhões, Fundo Especial de Financiamento de Campanha, nome oficial do recurso destinado a partidos. Se recebesse à quantia, a legenda ocuparia a 11ª posição entre as agremiações políticas com direito ao recurso — mesmo assim ficaria distante do líder PT, que ganhará mais de R$ 200 milhões.

Partido ao qual Hamilton Mourão é filiado e presidido nacionalmente por Levy Fidelix, pré-candidato a prefeito de São Paulo, o PRTB abriu mão de R$ 1,2 milhão do Fundo Eleitoral. Nas eleições gerais de 2018, a sigla não elegeu nenhum deputado federal e nenhum senador.

Em seu site oficial, o TSE informa que somente Novo e PRTB se recusaram a receber o Fundo Eleitoral. O órgão aproveitou para explicar que o valor que não for utilizado no pleito terá de ser devolvido aos cofres públicos.

“As verbas do FEFC que não forem usadas pelos partidos durante as campanhas eleitorais deverão ser devolvidas ao Tesouro Nacional, de maneira integral, no momento da entrega da respectiva prestação de contas.”, esclareceu o TSE.

 Com informações, Revista Oeste

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...