fbpx

Dono de Lava Jato é imobilizado por guardas ao tentar trabalhar e desmaia no meio da rua em Maringá



O dono de um Lava Jato na cidade de Maringá foi cruelmente hostilizado em público pela Guarda Municipal da cidade enquanto tentava trabalhar nesta terça-feira (7).

Vídeo que circula nas redes sociais mostra o homem imobilizado por vários guardas municipais, mesmo sem parecer oferecer resistência alguma.

Após poucos minutos, ele desmaia. Antes de tudo acontecer, o trabalhador teria sido questionado sobre o funcionamento de sua empresa, mas alegou que não estava atendendo.

Conforme relatos de pessoas que estavam no local, os fiscais chegaram pedindo alvará e alegando que devido a decreto da prefeitura, a fiscalização era autorizada.

Como o trabalhador ofereceu certa resistência, a guarda municipal tentou algemá-lo à força.

Nas filmagens, o mais terrível é que, ao mesmo tempo que pessoas gritam inconformadas com a atitude dos guardas, outros cidadãos apoiam a agressão. “Deixa o pau torar [sic]), diz uma voz ao fundo.

Após o desmaio, a equipe médica do Samu foi chamada e levou o homem para o hospital. De acordo com reportagem do Balanço Geral, ele sofreu algumas escoriações e depois de ser atendido, foi à delegacia de polícia para registrar Boletim de Ocorrência.

Em nota à imprensa, o prefeito de Maringá disse que o episódio é “inaceitável sob todos os aspectos”.

Sobre o Colunista

Bruna de Pieri

Bruna de Pieri

Esposa, jornalista, tupãense e católica. 23 anos.

17 Comentários

Clique aqui para comentar

  • O abuso de autoridade cometido contra os cidadãos atingiu escalada inaceitável !!
    Bandidos estão soltos e a população esta presa impedida de trabalhar, sendo obrigada a esperar ajuda do governo !!
    Os comunistas estão dando um golpe com o aplauso da imprensa lixo !!

  • Meu Deus, quanta ignorância. A polícia trata dessa forma o cidadão comum e esquece do seu verdadeiro papel, que é a defesa da sociedade contra os bandidos. Estamos vivendo tempos de trevas, em que seres humanos agem como zumbis.

  • Nossa preciosa polícia começa a se perder em meio caos, espero que consigam resistir a ordens de ações mais agudas de seus ” miniditadores”.

  • Assisti a filmagem completa desta ocorrência e fiquei pasmo com a quantidade dos meios que foram utilizados, algo como duas dezenas de veículos. Nas filmagens ficou claro que as baias de lavagem de veículos estavam absolutamente secas o que comprova o não funcionamento daquele Lava Rápido. Esta ocorrência me parece ser um caso claro de abuso de poder por parte de agentes mal preparados, ação esta que poderia desencadear uma reação popular contra a violência co resultados nefastos. Eh necessária uma investigação e punição destes agentes caso se comprove ter sido uma conduta fora dos padrões aceitáveis. Manifeste-se senhor Prefeito…

  • Em São José dos Campos-SP, a fiscalização já multou mais de 14 comerciantes ou prestadores de serviços e cada multa é de R$ 5.000,00 e em caso de reincidência a multa DOBRA.

    Parabéns á equipe do Terça Livre por mostrarem a verdade dos fatos aos brasileiros.

    #BORATRABALHAR

  • Que bonito! O Prefeito manda a autoridade policial lançar mão de qualquer meio para impedir as pessoas de trabalharem e depois aparece pra lamentar! Hipócrita!!

  • Vamos evitar “petizar” no estilo dos comentarios. O rapaz “ofereceu certa resistência” não, ele resistou a abordagem policial e foi imobilizado, a policia agiu corretamente, como em todo caso de resistência policial.

  • Em nenhum momento o empresário estava trabalhando, apesar da truculência e despreparo desses GMs de merda.

  • Acho que o título da reportagem está incorreto. Ele não estava tentando trabalhar. Segundo relato da pessoa agredida o lava jato não estava funcionando. Ou estava?

  • Uma vergonha esse abuso de autoridade, um desrespeito com o ser humano, que não estava fazendo mal algum. Uma vergonha pra cidade ter esse tipo de gente representando nossa polícia municipal! Acima de tudo respeito com o proximo. E esse senhor tem que processar esse serviço. Lembre-se que seu salário policial municipal está garantido, e somos nós que pagamos! VERGONHA.

  • A vítima foi agredida física, moral e psicologicamente por um bando de covardes. Uma vergonha. O povo precisa reagir. Não tem MP nem justiça?!

  • Se informem melhor. Ele não estava trabalhando. O chão do Lavajato estava inclusive seco.
    Ele moro no local e por isso o portão estava aberto.

  • Notícia errada ele não estava tentando trabalhar , Ele estava sentado em um banco com o pai e um amigo pois mora no local e o portão semi aberto

  • A gente fica chocada , como passam longe da verdade, esse caso foi total abuso de autoridade, ele ficou desmaiado por longo tempo, não sei como sobreviveu, o SAMU e o Convênio dele levaram outra eternidade pra chegar. O lava jato foi filmado e não estava molhado, de longe que não estava funcionando!
    Agora a gente vê as reportagens todas ao contrário, é revoltante!

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: