fbpx

Doria quer aplicar CoronaVac mesmo sem aprovação da Anvisa



O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pretende liberar a aplicação da vacina chinesa CoronaVac mesmo sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As doses são desenvolvidas pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

A afirmação foi feita durante entrevista ao Metrópoles, conduzida pela jornalista Rachel Sheherazade, que aproveitou para em vários momentos alfinetar o governo federal.

De acordo com o tucano, os critérios da Anvisa, são os mesmos de outras agências de vigilância sanitária que também estão avaliando a vacina Coronavac nos Estados Unidos, na Europa e Ásia.

“Se essas agências validarem a vacina, ela estará validada independentemente da própria Anvisa”, disse Doria.

Ainda de acordo com o governador, existe um entendimento internacional e uma aceitação chancelada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de que, diante de uma pandemia, é possível que a vacina seja aplicada mesmo sem aval de órgãos reguladores.

Doria afirma que o estudo da Coronavac no Brasil chegou à fase final com número mínimo de infectados.

No entanto, a Anvisa informou ao Terça Livre por meio de nota que, até o momento, o Instituto Butantan não entregou o resultado de nenhuma fase de pesquisa clínica com seres humanos para a Anvisa.

“Até o momento, a Anvisa recebeu somente dados pré-clínicos, que são dados anteriores aos testes com seres humanos, ao contrário do que foi afirmado, de que dados referentes à fase 3 já haviam sido entregues”, diz a nota.   

A Anvisa também esclareceu que mesmo após o registro em algum outro país, a avaliação da Anvisa é necessária para verificar pontos que não são avaliados por outras agências internacionais, tais como:

1. Evidências de que a vacina é eficaz e segura em brasileiros.

2. Condições técnico-operacionais da fábrica da vacina que virá para o Brasil.

3. Prazos de validade e medidas de qualidade para preservação da vacina, considerando as condições climáticas de nosso país.

4. Medidas para acompanhamento e tratamento dos efeitos colaterais da vacina ocorridos nos indivíduos vacinados aqui no Brasil.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: