fbpx
Alex Edelman /Xinhua/Zuma Press

Dr Fauci diz que o Brasil deve considerar “seriamente” decretar um lockdown



Em entrevista à BBC Brasil na última quinta-feira (8), Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos e principal conselheiro da força-tarefa da Casa Branca no combate à Covid-19, declarou que o Brasil deveria considerar decretar lockdown e quarentenas mais rigorosas.

“Não há dúvida de que medidas severas de saúde pública, incluindo lockdowns, têm se mostrado muito bem-sucedidas em diminuir a expansão dos casos. Então, essa é uma das coisas que o Brasil deveria pensar e considerar seriamente, dado o período tão difícil que está passando”, disse o médico.

De acordo com ele, “negar a gravidade do problema nunca ajuda; na verdade, muitas vezes piora a situação” e que “o melhor a fazer é vacinar o maior número de pessoas o mais rápido possível”.

Ao mesmo tempo em que defende medidas autoritárias de restrições, Dr Fauci, no entanto, não consegue explicar as quedas nas taxas de contaminação e mortes no estado do Texas.

Conforme o Terça Livre noticiou, desde o dia 2 de março o governador Greg Abbott suspendeu todas as medidas restritivas no estado, incluindo o uso obrigatório de máscaras, tão defendido por Fauci.

Até ontem (11) o número de casos ativos da Covid-19 nos EUA somava mais de 6 milhões e 800. Já no Brasil, os casos somavam pouco mais de 1 milhão e 248, de acordo com os dados divulgados pelo Worldometer.

ASSISTA AOS COMENTÁRIOS DESSA NOTÍCIA NO RADAR DA MÍDIA DESSA SEGUNDA-FEIRA (12):

Sobre o Colunista

Bruna Lima

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: