fbpx

Em Portugal médicos apoiam o uso de ivermectina contra a Covid-19



Um grupo de médicos de Portugal declarou no início deste mês de março que são favoráveis ao uso de ivermectina no tratamento precoce de pacientes diagnosticados com Covid-19.

De acordo com o jornal Portugal Resident, os médicos pediram que o medicamento tivesse maior disponibilidade no país.

O médico António Pedro Machado afirmou que usou do tratamento em pacientes da “terceira idade” e que de 68 infectados em uma casa de Misericórdia, houve apenas 3 mortes.

“Acredito na evidência científica que existe”, declarou Dr. Machado ao Correio da Manhã, ao esclarecer que não é negacionista quanto à pandemia, mas que acredita que não somente as vacinas podem ser usadas como prevenção dos casos graves.

“De norte a sul do país se têm recorrido à ivermectina para evitar que os residentes desenvolvam as formas mais graves da Covid-19”, afirmou.

Em Portugal diversos cidadãos relataram uma melhora rápida após realizarem o tratamento precoce com o medicamento.

“Depois de dois dias tomando ivermectina, meu marido (71 anos) acordou sem febre. Eu associei logo à medicação porque ele não estava tomando mais nada. Fiquei muito surpresa, ao mesmo tempo, aliviada”, disse Maria Madalena Cotovio, de acordo com o Portugal Resident.

No país o uso da ivermectina pode custar menos que 5 euros por mês, no entanto, não há um consenso entre a sociedade médica do país para sua distribuição.

“Em declarações ao Observador na semana passada, Germano de Sousa – ex-presidente do Conselho Geral de Medicina de Portugal, especialista em patologia clínica e docente da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa – disse que também tem tomado ivermectina como profilático, juntamente com quatro outros colegas, principalmente quando ele testa em seu laboratório cerca de 700 amostras coletadas de pessoas suspeitas de terem o vírus”, noticiou o Portugal Resident no último dia 4 de março.

Germano declarou ainda que mesmo que haja quem diga que as evidências científicas ainda não sejam robustas, ele sabe “que é”, por isso faz o uso do medicamento como proteção.

O médico faz parte do grupo que tem pedido ao Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (Infarmed, I.P) para que realize ensaios clínicos para provar a eficácia da Ivermectina.

No entanto, o Infarmed, I.P ainda se nega a declarar a eficácia garantida da medicação, mas afirmou que estudos ainda estão sendo desenvolvidos.

“O uso de ivermectina continua a ser estudado em ensaios clínicos e os seus resultados serão acompanhado pelo INFARMED, I.P..”, disse o Instituto no dia 11 de março através de nota.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: