fbpx

Em viagem diplomática, Kamala Harris rejeita imigrantes ilegais



Com o propósito de combater o recente aumento de imigrantes ilegais na fronteira sul dos Estados Unidos, a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, embarcou no último domingo (6) em uma viagem diplomática à Guatemala e ao México.

Atualmente, esses países são responsáveis por grande parte dos migrantes ilegais que chegam aos Estados Unidos.

Kamala Harris, em uma entrevista coletiva com o presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, destacou a importância de desencorajar que pessoas desses países procurem entrar no país norte-americano.

“Os Estados Unidos continuarão aplicando nossas leis e protegendo nossas fronteiras. Se vocês vierem para nossa fronteira, serão mandados de volta, (…) não venham”, afirmou a vice-presidente dos EUA.

“O presidente e eu concordamos em continuar nosso trabalho para lidar com a migração nas fronteiras norte e sul da Guatemala”, disse Harris, durante o discurso.

“Nós também discutimos drogas ilícitas que estão sendo contrabandeadas e humanos que estão sendo traficados entre essas fronteiras, enfraquecendo a segurança tanto da Guatemala quanto do povo dos Estados Unidos”, ressaltou a vice-presidente.

Em comunicado, a porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Emily Horne, também confirmou que o objetivo da viagem é “desenvolver um plano de ação eficaz e humano para controlar a migração irregular”, principalmente do Triângulo Norte da América Central.

A viagem diplomática possui duração de três dias. Harris partiu de Washington no domingo após um atraso causado por um problema técnico no Força Aérea Dois, pousou na Guatemala no mesmo dia e voou para o México na terça-feira (8), onde passou o dia.

Ainda em 24 de março deste ano, o presidente democrata dos EUA, Joe Biden, delegou a Harris a responsabilidade de supervisionar a diplomacia norte-americana relacionada às fronteiras, além de investigar as causas do aumento da migração.

Após Biden assumir o cargo em janeiro deste ano, o número de imigrantes ilegais aumentou consideravelmente e o país norte-americano vem passando por uma grave crise em sua fronteira.

Os números de imigrantes ilegais dos últimos meses são os maiores já registrados nos últimos 20 anos.

Ao comentar durante o Boletim da Manhã dessa terça-feira (8) o posicionamento da vice-presidente, Italo Lorenzon ironizou: “É Kamala ‘Trump’ que está falando?”

“Toda a esquerda, quando sobe ao poder, é confrontada com a realidade das coisas”, afirmou o analista político.

“É por isso que, quando um movimento revolucionário sobe ao poder, ele vira o inverso daquilo que pregava. Sempre. Porque aquilo que ele pregava era sempre inaplicável”, analisou Lorenzon, fazendo referência aos movimentos do governo Biden.

ASSISTA AOS COMENTÁRIOS DA NOTÍCIA:

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: