fbpx

Em vídeo, Trump pede ‘paz’ em meio a possíveis manifestações nos EUA



O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, emitiu uma mensagem pública à nação em um vídeo divulgado na noite desta quarta-feira (13), pedindo “paz” em meio a relatos de manifestações planejadas para ocorrer nos próximos dias.

“Ao longo do ano passado, tão difícil devido à Covid-19, vimos a violência política sair do controle. Já vimos muitos motins, turbulências, atos de intimidação e destruição. Isso deve parar”, disse ele.

“Esteja você na direita ou na esquerda, seja um democrata ou um republicano, nunca há uma justificativa para a violência. Sem desculpas, sem exceções. A América é uma nação de leis. Aqueles que se envolverem nos ataques da semana passada serão levados à justiça ”. O vídeo foi publicado na conta oficial da Casa Branca no Twitter.

“Agora estou pedindo a todos que já acreditaram em nossa agenda que pensem em maneiras de aliviar as tensões, acalmar os ânimos e ajudar a promover a paz em nosso país”, continuou Trump. “Houve relatos de que manifestações adicionais estão sendo planejadas nos próximos dias, tanto aqui em Washington como em todo o país”.

O presidente abriu seu discurso condenando atos de violência ocorridos  no Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro, quando os legisladores se reuniram para contar e certificar os votos do colégio eleitoral para Joe Biden.

“A incursão do Capitólio dos Estados Unidos atingiu o coração de nossa república. Isso irritou e horrorizou milhões de americanos em todo o espectro político ”, disse ele.

“Quero ser muito claro, condeno inequivocamente a violência que vimos na semana passada. A violência e o vandalismo não têm absolutamente nenhum lugar em nosso país e nenhum lugar em nosso movimento. Tornar a ‘América Grande Novamente’ sempre foi sobre a defesa do Estado de Direito, o apoio aos homens e mulheres responsáveis ​​pela aplicação da lei e a defesa das tradições e valores mais sagrados de nossa nação. ”

“A violência da multidão vai contra tudo em que acredito e tudo que nosso movimento representa. Nenhum verdadeiro apoiador meu jamais poderia endossar a violência política. Nenhum verdadeiro apoiador meu jamais poderia desrespeitar a aplicação da lei ou nossa grande bandeira americana. Nenhum verdadeiro apoiador meu jamais poderia ameaçar ou assediar nossos compatriotas americanos. Se você fizer alguma dessas coisas, não estará apoiando nosso movimento, estará atacando-o e estará atacando nosso país. Não podemos tolerar isso. ”

Os comentários de Trump foram feitos quando momentos antes de os democratas na Câmara dos Representantes, incluindo dez republicanos, votaram pelo seu impeachment pela segunda vez, alegando que ele incitou uma “insurreição” que resultou na violação do Capitólio dos EUA em 6 de janeiro.

Trump tem, desde 6 de janeiro, repetidamente clamado pela paz e repetidamente condenado a violência que ocorreu no Capitólio dos Estados Unidos e próximo a ele naquele dia.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: