fbpx

Embaixada russa nega que Anvisa tenha recusado o registro da Sputinik V

Anvisa, Brasil, Rússia, Sputnik V, vacina, imunizante, registro
Crédito: Michael/Metrópoles


Nesta segunda-feira (18/01) o Fundo de Investimento Direto da Rússia negou que a Anvisa tivesse recusado o pedido de autorização de uso emergencial da vacina Sputinik V, em nota publicada pela embaixada.

Segundo a embaixada, o fato de a agência ter solicitado mais informações sobre a vacina não configura uma recusa de registro, tratando-se apenas de um procedimento padrão que será cumprido pelo Fundo em breve.

A Anvisa afirmou no domingo (17/01) que não havia informações suficientes sobre o imunizante Sputinik V e que este não cumpria um requisito primordial, o adiantamento de estudos clínicos na Fase 3.

Na nota, o Fundo de Investimento Direto da Rússia ainda tratou sobre o projeto de lei, em andamento no Senado, que permitirá o uso de vacinas autorizadas em outros países no Brasil, sem a necessidade do registro da agência brasileira.

A embaixada concluiu a publicação listando os países em que a vacina foi autorizada para uso emergencial: Sérvia, Argentina, Belarus, Bolívia, Argélia, Palestina, Venezuela e Paraguai.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: