fbpx

Esquerdistas querem cassação do mandato de Daniel Silveira



Os partidos esquerdistas e oposição na Câmara dos Deputados apresentaram ontem (17) um pedido unificado, articulado pelo Partido Socialismo e “Liberdade” (Psol), de cassação do mandato do deputado Daniel Silveira.

A Comissão de Ética da Casa que foi reativada pela mesa diretora nesta terça-feira é quem analisará o pedido feito pelo Psol, PT, PSB, PCdoB, PDT e Rede.

“Em momentos em que a democracia está ameaçada, é fundamental a unidade para derrotarmos esses fascistas”, disse a deputada Talíria Petrone, líder do Psol na Câmara, em um comunicado em seu perfil no Twitter.

Para a deputada e os partidos da oposição, os conservadores não podem ter espaço dentro da ‘democracia’ brasileira. Talíria ainda afirmou que o pedido de cassação de Silveira deve ter como consequência o impeachment do presidente da república, Jair Messias Bolsonaro.

“Fascista não pode ter espaço em uma democracia. Por isso, é preciso derrotar todos, inclusive Bolsonaro e Mourão. A cassação do mandato de Daniel Silveira deve também acompanhar o impeachment do presidente.”

Mesmo com o evidente plano de cancelamento dos conservadores da política, Petrone afirmou que quem, na verdade, está armando um golpe, é a direita brasileira.

“É possível que estejamos vendo um ensaio de um golpe, já que outras figuras aliadas ao presidente também vêm atacando a democracia”, disse a deputada esquerdista.

O pedido de cassação de Daniel Silveira vem na esteira da prisão “em flagrante” decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, pois o deputado cometeu supostamente um crime gravíssimo, inafiançável e permanente, o de gravar um vídeo com críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

A oposição declarou que o deputado cometeu quebra de decoro parlamentar e por este motivo deve perder seu mandato.

Porém a própria esquerda no Brasil encontra-se dividida. O Partido da Causa Operária (PCO), no entanto, discorda da afirmação da esquerda Nutella do Brasil.

Para o partido, Daniel não cometeu crime e está preso apenas por emitir uma opinião contrária a dos ministros da Suprema Corte.

“Daniel Silveira sequer cometeu um crime: está sendo penalizado por ter uma opinião contrária às instituições do Estado, coisa que deveria ser admitida em qualquer Estado de Direito”, disse o PCO em um artigo publicado em seu site, Diário da Causa Operária.

“Apesar de toda a ilegalidade, setores da esquerda, em grande medida porque a vítima era uma figura de extrema-direita (sic), saiu em defesa do STF”, criticou.

O PCO ainda teceu criticas aos partidos que têm endossado a ação do ministro Alexandre de Moraes, que foi nomeado por Michel Temer.

“Quando a esquerda defende que o Estado passe por cima dos direitos de um indivíduo, seja ele quem for, está defendendo, no fim das contas, a dissolução do Estado de Direito. Que nada mais é que o Estado respeitar e obedecer as garantias democráticas dos cidadãos.”

“Se é necessária uma condição para que uma pessoa tenha direitos, então acabaram-se os direitos: sobram-se somente os privilégios”, afirmou o Diário da Causa Operária.

O deputado Daniel Silveira deve ter sua prisão votada pelos demais parlamentares da Câmara ainda nesta quinta-feira.

Assine já o Terça Livre Juntos: tercalivrejuntos.com.br.

Assista os nossos Boletins no Facebook e no Instagram.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: