fbpx

Estados e Municípios com caixa cheio e governo federal drenado

Governo federal, Brasil, Bolsonaro, repasse, dinheiro, municípios, estados, covid-19, pandemia


Os Estados e Municípios brasileiros fecharam o ano de 2020 com recorde de disponibilidade em caixa comparado aos últimos 19 anos.

De acordo com as informações do Tesouro Nacional e do Banco Central, 2020 foi encerrado com o dobro de dinheiro em caixa comparado ao ano de 2019, com aumento de 94% no saldo de R$ 42,7 bilhões para R$ 82,8 bilhões.

Governadores e prefeitos pediram ao Palácio do Planalto repasse de recursos por conta da pandemia causada pela Covid-19, alegando que o enfraquecimento da economia causaria falta de dinheiro para pagar salários.

O governo federal fez o repasse de quatro parcelas mensais e iguais, no valor de 60 bilhões de reais para os Poderes Executivos locais, o que explica o alto valor em caixa dos estados e municípios. Mesmo assim, no início deste ano 18 Secretários da Fazenda pediram ao Congresso Nacional uma prorrogação da medida para enfrentamento de uma “possível segunda onda”.

Ironicamente, diante da ameaça do desemprego e quebra da economia local, diversos prefeitos e governadores têm tomado medidas que asseveram o isolamento social, enfraquecem os comerciantes e impedem alguns trabalhadores de exercerem suas profissões, por não serem consideradas essenciais.

Já o governo federal, tendo que arcar com os repasses e com o auxílio emergencial, fechou o ano de 2020 sem recursos, mas cheio de críticas.

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: