fbpx

Eu não tenho dúvida de que existe todo um processo para se calar os conservadores, diz Dr. Paulo Papini



Durante entrevista ao programa Boletim da Noite desta quinta-feira (6), o Advogado e Mestre em Processo Civil, Paulo Papini, comentou sobre a censura das grandes empresas de tecnologia e rede sociais contra os conservadores.

Conforme o Terça Livre noticiou, a Justiça de São Paulo suspendeu no dia 5 de abril a exclusão de vídeos publicados pelo canal “Momento Conservador”, formado por advogados brasileiros.

Dr. Paulo Papini é um dos advogados que recorreram ao Poder Judiciário contra a ação do YouTube e afirmou que todo usuário censurado pelas redes sociais tem o direito de recorrer à Justiça.

“Eu não tenho dúvida de que existe todo um processo para se calar os conservadores, os liberais clássicos, os liberais não tão clássicos, como alguns partidos, eu acredito que não, mas os liberais clássicos e os conservadores. Existe todo um processo para calar essas vozes dissonantes”, disse Papini.

Nos dois vídeos banidos pela Big Tech os advogados tratavam de assuntos relacionados à vacina contra o coronavírus e sobre a crise na Venezuela.

Durante a entrevista, o advogado e membro do canal Momento Conservador questionou a ação da plataforma do Google que permite vídeo produzidos pela esquerda, mesmo com ataques a pessoas como o presidente da República, Jair Bolsonaro, a continuarem no ar.

“As diretrizes do YouTube são totalmente vagas, não são diretrizes objetivas, com isso nós teríamos que ter um critério de legalidade. Não se pode ter que cumprir regras que sequer você conhece, mas mesmo que essas regras fossem claras, elas seriam ilegais. Porque no nosso sistema jurídico – é quase que mundial esse padrão – existe algo que se chama pirâmide de Kelsen. No topo da pirâmide está a Constituição da República; abaixo, estão as leis; abaixo, os decretos; e abaixo disso tudo estão os contratos entre os particulares”, pontuou Papini.

“Um contrato particular não pode se sobrepor ao que diz o texto legal, isso é muito grave.”, declarou.

O jurista ainda criticou ao discurso de que a ciência é suprema e inquestionável quando se trata de alguns assuntos que possuem visões diferentes.

“A ciência se constrói com tese, antítese e síntese, e quando a síntese vira tese, aparecerá uma nova antítese, e assim por diante. Se o homem fosse se contentar com dogmas científicos, nós estaríamos com a roda quadrada ainda”, declarou.

ASSISTA À ENTREVISTA COMPLETA:

Leia também

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: