fbpx

EUA anunciam volta ao Conselho de Direitos Humanos da ONU



Nesta segunda-feira (8), os Estados Unidos anunciaram que irão reintegrar o Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU). O país tinha se retirado do órgão em 2018, sob o governo do ex-presidente Donald Trump, que acusou o conselho de ser contrário a Israel.

Sob a atual gestão democrata, os EUA querem que haja reformas no conselho, que foi chamado de “imperfeito” pelo secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken.

“Reconhecemos que o Conselho de Direitos Humanos é um órgão imperfeito, que precisa de reforma em sua agenda, incluindo seu foco desproporcional em Israel”, afirmou Blinken.

Mas o secretário também reconheceu que a saída dos EUA não resolveria essas “imperfeições”.

“No entanto, nossa retirada em junho de 2018 não fez nada para encorajar mudanças significativas, mas criou um vácuo de liderança dos EUA, que países com agendas autoritárias usaram para se beneficiar”, explicou Blinken.

A melhor maneira de aprimorar o Conselho, para que ele alcance seu potencial, é por meio de uma liderança norte-americana robusta e com princípios”, escreveu o secretário de Estado.

A volta dos EUA ao órgão da ONU, em um primeiro momento, será apenas como observador. Ao final de 2021, a diplomacia de Joe Biden pretende apresentar uma candidatura formal para voltar a ser um membro ativo, com poder de voto.

Sobre o Colunista

Brehnno Galgane

Graduando em Filosofia pela PUC-Rio, Católico e cultivador de uma narrativa que tenha sentido segundo a forma humana.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: