fbpx

EUA voltam a recomendar uso de máscara

Ricardo WolffenButtel/Governo SC


 

O Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos voltou a recomendar o uso de máscaras em locais fechados. A medida foi oficializada nessa terça-feira (27) e contraria determinação anterior, que liberava a necessidade. A alteração vale para os que aplicaram ou não algum imunizante.

A nova recomendação vale para locais fechados de regiões onde os contágios estão em alta, que hoje correspondem à maior parte do território do país. Os casos de novas infecções aumentaram nos Estados Unidos em decorrência da variante Delta.

O órgão também recomenda que as pessoas que estão em contato com grupos vulneráveis, como crianças, utilizem máscara, o que vale também para professores e funcionários de escolas, espaços fechados e também ambientes públicos.

Segundo a Revista Oeste, o virologista Anthony Fauci, que é o conselheiro médico da Casa Branca, avaliava tomar a decisão há algum tempo.

Durante participação no Boletim da Manhã desta quarta-feira (28), o analista político Italo Lorenzon destacou o caráter de recomendação que a medida possui.

“O pessoal provou o gostinho da liberdade, já vacinou. Cada caso é um caso, cada cabeça uma sentença. Enfim, é uma recomendação, eu nem vejo muito problema. Outra coisa é tentar transformar isso em algo obrigatório.”, ressaltou. 

Assista aos comentários da notícia:

 

Sobre o Colunista

Italo Toni Bianchi

Ítalo Toni Bianchi, membro do Movimento Conservador, bacharel em teologia pelo Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. Músico percussionista, leitor, preletor e jornalista do portal Terça Livre.

Comente

Clique aqui para comentar

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: