fbpx

Fábricas de fake news, diz Bolsonaro sobre Globo, Estadão, Folha e Antagonista



O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta segunda-feira (15) as medidas de censura do Facebook que o proibiu de receber imagens dos cidadãos que denunciarem os preços em postos de combustíveis.

“O certo é tirar de circulação – Não vou fazer isso porque sou democrata – Mas o certo é tirar de circulação Globo, Folha de S.Paulo, Estadão, Antagonista. São fábricas de fake news”, declarou.

“Agora deixa o povo se libertar, ter liberdade”, continuou o presidente.

Bolsonaro defendeu ainda a aplicação das leis em casos que ferirem a justiça, mas denunciou o bloqueio do presidente da república e de seu contato com os cidadãos.

“Logicamente, se alguém extrapolar alguma coisa, tem a Justiça para recorrer. Agora o Facebook vir bloquear a mim e a população. É inacreditável que isso impere no Brasil. E não há reação da própria mídia.”

“Falam tanto da liberdade de expressão para eles em grande parte mentirem com matérias. Agora para a população é uma censura que não se admite”, completou Bolsonaro.

No último dia 11 de fevereiro, ao anunciar um novo decreto que passará a obrigar os postos de gasolina a exibirem para seus consumidores a composição do preço do combustível, o presidente da república pediu também para que a população enviasse a ele fotos da nota fiscal da compra nos postos de gasolina.

O intuito da iniciativa é fiscalizar os preços finais, encontrar indícios de bitributação e esclarecer as alíquotas pagas em impostos federais e estaduais.

O Facebook, no entanto, não gostou da iniciativa e impôs bloqueios nos envios.

“Os combustíveis continuam aí demonstrando uma nuvem muito carregada no horizonte, vamos resolver esse problema. Obrigado quem mandou [foto de] nota fiscal [de abastecimento] para mim por outros meios, já que o Facebook bloqueou.”

“Vamos ver, já liguei para a AGU (Advocacia-Geral da União) para ver o que a gente pode fazer”, afirmou Bolsonaro.

No dia 27 de janeiro, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, prometeu que a Big Tech estabeleceria uma política para cancelar e diminuir o alcance de “grupos políticos”, conforme o Terça Livre noticiou.

Colunistas

Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: