fbpx

Famílias saem às ruas do Brasil em defesa da liberdade neste domingo



Milhares de brasileiros saíram às ruas em todos os estados neste domingo (11) em defesa da família, da liberdade e contra as ações autoritárias dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), de governadores e prefeitos.

Conforme o Terça Livre já havia noticiado, cerca de 50 entidades conservadoras já haviam anunciado a participação na manifestação de hoje.

De acordo com o site oficial do movimento Marcha Da Família Cristã Pela Liberdade, todos os 26 estados e o Distrito Federal registraram as manifestações.

Na capital do Rio de Janeiro, em Niterói e em Resende, centenas de cidadãos se juntaram ao movimento, bem como em Brasília, São Paulo e Belém entre outras cidades.

No Pará, o deputado federal Éder Mauro denunciou uma ação do governador Helder Barbalho (MDB) contra a Marcha.

Em um vídeo publicado em seu perfil no Twitter, o deputado afirmou que, por ordem do governador, os policiais impediram que os manifestantes – com seus carros – seguissem juntos, e os obrigou a realizar a saída de 5 carros a cada 20/30min, limitando assim a liberdade de seus cidadãos e fazendo com que a Marcha aparentasse ser um movimento pequeno.

Taxado por alguns sites da grande mídia como um movimento apoiador do golpe de 1964, a Marcha da Família Cristã tem previsão de acontecer em mais cinco países, incluindo os Estados Unidos, Israel, Alemanha e Portugal.

Apesar da adesão nacional, até o momento os veículos da extrema-imprensa se negam a noticiar a movimentação dos brasileiros.

Entre as pautas dos manifestantes também está o apoio ao governo do presidente Jair Bolsonaro e a abertura das igrejas em todo o Brasil.

 

Colunistas

avatar for Juliana GurgelJuliana Gurgel

Católica, produtora, doutora em artes da cena, professora e aikidoista.

avatar for Paulo FernandoPaulo Fernando

Advogado, professor de Direito Constitucional e Eleitoral para concu...

avatar for Polibio BragaPolibio Braga

Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em S...

Achou algum erro na matéria? Nos informe através do formulário abaixo: